sábado, 31 de janeiro de 2009

Saco pintado

A minha mãe, hoje com 81 anos, começou a bordar á máquina aos 13 anos, acabou por fazer os seus próprios desenhos e borda-los. Resolvi fazer-lhe uma surpresa e adaptei um dos seus desenhos e pintei este saco para ela. Ela amou e em vez do usar, guardou para não se estragar, por mais que me "zangue" não ganho nada com isso. Ela hoje é fã do trapilho e faz mil e um trabalhos, qualquer dia mostro-vos. A ideia é que o saco servisse para os seus novelos, mas os danadinhos continuam a passear-se dentro de um saco plástico!!!!!!!!!!!!!

15 comentários:

Kika disse...

Não se "zangue" com ela, as mães são todas assim. Guardam tudo para não se estragar. O saquinho ficou lindo e bem original. Também passeava o meu trapilho num saco de plástico, mas vou tirar a sua ideia e fazer um saquinho para mim, espero que não se "zangue"

Ponto de cruz da Genylemos disse...

Hepáaa, ficou mesmo lindo, adorei... jinhos...

Madalena Veiga disse...

Olá Carla

Afinal não são duas gerações mas sim 3. Fantástico.
O desenho já era lindo depois com as suas mãozinhas prendadas ficou lindíssimo.
Jinhos

Mona Lisa disse...

Olá Carla.

Começo por dar os parabéns às duas.Claro, um muito especial à "ARTISTA ", tua mãe.
Pareceu-me ver no desenho os traços da Carla, logo o "DOM" é genético.
E claro, a côr sempre presente.

Bjs.
M.C.

Cidinha disse...

Olá Carla

Pelo jeito temos mães danadas e não é à toa que gostamos tanto de fazer arte. Lindo o teu saco, como tudo o que fazes.

Grande abraço
Cidinha

anita disse...

ola esta lindo este saquinho.
olha nao se zangue com ela,ela quer guardalo para mais tarde recordar.
beijinhos e um bom fim de semana.

Noah disse...

Querida Carla,

Ao falares sobre as habilidades de tua maezinha, te tenho a dizer o ditado que talvez conheças: "A fruta nunca cai longe do pé" ou "Filho de peixe, peixinho é".
Como disse a Kika, não se zangue com ela. Mães são todas iguais, a minha faleceu com 92 anos, imagina o que ela tinha de guardados. Eu as vezes implicava mas ela tão feliz em tê-los dobradinhos dentro de uma gaveta, por mais amarelados que já estivessem.
Mãe sempre me comove.
Bjs e inté
Ah, e o saco claro que tá lindo como tudo que fazes.

Célia disse...

Olá!
Como é que a sua mãe podia não gostar de um saco tão bonito e certamente feito com muito amor.
Jinhos e bom fim de semana

Mary disse...

Muito lindo o saco..bjinhos

Ana Oliveira disse...

Carla

O saco está bonito, mas a ideia foi mais bonita ainda.

Bom fim de semana

Beijos

Ana

Artes da Ló disse...

Oi minha linda, como vão as coisas,amei a fraldinha parabéns!

krystal disse...

Como se diz no Brasil: Ué será q eu fiz confusão? rss
Pensei q tivesse deixado um comentario para este post do saco que tu fizeste para a sua mae, bem mas como ando meio distraida com tanto trabalho que tenho tido nos ultimos dias, peço desculpas pelo equivoco....rss
Bem relativo ao saco, amei, lindo o saco e o gesto.Bjs

Fiosdealfazema disse...

Olá minha talentosa afilhada, nem tenho palavras para descrever este saco, nem vou tentar fazê-lo. Mas como entendo a tua mãe! Eu também não teria coragem de andar com uma maravilha destas por aí com trapilho dentro.

Beijinhos
Maria Tavares (madrinha babada)

http://artevivadelia.blogspot.com/ disse...

http://artevivadelia.blogspot.com/
Carla, to aí como voce pediu, estou pintando ,mais ainda não fotografei, em breve terei novidades.
Um beijão, e obrigada por me incentivar.
Lia Regina

Margarida (D.Maga) disse...

Onde é que já ouvi isso?
Guardar para não se estragar...
E depois usa aquele horrivel e BARULHENTO saco de plastico....mas ao qual já estamos tão habituadas...
Felizmente a n/ geração perdeu esse hábito, mas ainda não perdeu o "em casa de ferreiro espeto de pau".
Diga à mãezinha que fica muito triste se elanão usar o que fez com tantao amor e carinho...às vezes resulta.
Bjs (vim disfarçada de bruxa boa)